As 7 Principais Causas da Obesidade

As 7 Principais Causas da Obesidade

Mesmo que muitas pessoas acreditem que sim, estar acima do peso não significa, exatamente, que você é uma pessoa obesa. Mas, o sobrepeso precisa fazer com que você sinta a necessidade de acender a famosa “luz vermelha” e estar mais alerta com os seus hábitos e sua saúde.

Um levantamento realizado pelo ministério da saúde apontou que, hoje, uma em cada cinco pessoas, apresentam obesidade e – o que mais assusta – é que cerca de 54% da população brasileira está acima do peso.

Com esse percentual absurdo, as complicações causadas pela obesidade ficam cada vez mais aparentes, como é o caso da impotência sexual, doenças cardíacas, hipertensão e até diabetes.

A questão estética, como você pode ver, está longe de ser um dos principais fatores para que você, que sofre com sobrepeso e corre risco de desenvolver obesidade, se preocupe com a doença. Na verdade, considerando todas as doenças causadas pela obesidade, a questão estética é um dos seus menores problemas.

 

Mas, quais são as principais causas da obesidade? O que fazer para não sofrer com a obesidade?

A obesidade possui várias causas, as principais vamos esclarecer aqui, como você já sabe. Mas, é importante que você saiba que existem diversas causas e que envolvem diversos fatores, como, por exemplo: genética, estilo de vida, emocional e até mesmo a sua criação pode influenciar.

E não é apenas isso, você pode correr o risco de apresentar obesidade por uma condição médica, como é o caso da síndrome de Prader-Willi e/ou a síndrome de Cushing.

As principais causas da obesidade, sendo elas as mais comuns, são:

1- Estresse

Sabia que o cortisol, que é um hormônio ligado à várias regulagens de funções metabólicas no organismo, é liberado em altíssima quantidade quando você fica estressado?

O que significa que, se você é uma pessoa muito estressada, é muito comum que você acabe com sobrepeso, afinal, as tensões do dia a dia corrido faz com que você fique ansioso e seu apetite aumente consideravelmente.

Na verdade, o estresse afeta o corpo de uma maneira extremamente drástica, não só liberando o cortisol, como também provocando várias outras alterações químicas. Uma das consequências do estresse, além do AVC e aneurismas, é a obesidade.

2- Problemas Hormonais

Os problemas hormonais são apontados como um dos causadores da obesidade por uma questão simples: quando você possui resistência à leptina, conhecido como “hormônio da fome”, a tarefa de controlar sua fome e até sua saciedade acaba por ficar bem mais difícil.

Então, diferente do que você e muitas outras pessoas pensem, talvez o seu excesso de peso e risco de obesidade esteja menos relacionado ao que você consome e muito mais relacionado ao problema que você possui.

Sua ida ao médico é extremamente importante para que você equilibre os seus hormônios de forma segura e não corra o risco de sofrer com a obesidade ou com qualquer outra doença.

3- Uso de alguns medicamentos (corticosteróides)

Dentre as principais causas da obesidade, o uso de alguns medicamentos pode fazer com que você tenha um “empurrãozinho” em direção à obesidade. Claro que esse não será o principal fator, mas, se já existe o risco de desenvolver a doença, é importante deixar esses medicamentos de lado.

O uso exagerado desses medicamentos pode fazer com que você tenha problemas de saúde sérios, como diabetes, alterações de hormônios, úlcera gástrica e, claro, obesidade.

4- Irregularidade no sono

A irregularidade no sono ativa genes da obesidade. Ou seja, se você, sendo um adulto, não dorme de 7 a 9 horas por noite, como é indicado por médicos e especialistas na área, você pode estar prejudicando diversas funções do seu organismo.

Mesmo que a insônia pareça inofensiva, é importante que você considere que, para ser um adulto saudável, você precisa estar em equilíbrio. Então, se você não consegue dormir a quantidade de horas que precisa, o mau humor e a sonolência vão vir como “sinais”, mas, em longo prazo, você pode sofrer não apenas com a obesidade, mas também com várias outras doenças.

5- Metabolismo

Com o metabolismo lento, é normal que a digestão seja mais demorada e, com isso, o seu corpo acaba por receber os nutrientes e obtenção do ciclo normal e natural do corpo de forma mais lenta, interferindo no gasto calórico também.

As pessoas que sofrem com a obesidade, na sua grande maioria, apresentam o metabolismo extremamente lento. E isso é um problema, afinal, o metabolismo lento faz com que as reações catabólicas sejam aumentadas, gerando a SM (síndrome metabólica.

Essa síndrome faz com que você tende a ter obesidade abdominal com aumento da pressão arterial, maior gordura no fígado, glicemia de jejum e triglicerídeos e, para finalizar, também causa diminuição do nível de colesterol HDL, que é conhecido por ser o “colesterol bom”.

6- Fluxo intestinal

Como você mesmo já sabe, a obesidade nem sempre é causada pela falta de controle, meta ou, até mesmo, pela vontade incontrolável de comer. A obesidade é complexa e possui várias causas, como, por exemplo, o fluxo intestinal.

Mesmo que você acredite ser impossível, saiba que, quando o fluxo intestinal não é constante – tudo aquilo que é ingerido não é eliminado (fezes), o que contribui para reserva – o seu peso aumenta.

Além do fluxo intestinal inconstante, o que influencia para o aumento de peso, correndo grandes riscos de levar à obesidade, são os micróbios que estão presentes na nossa flora intestinal.

Esses micróbios podem ser manipuladores, podendo favorecer o seu corpo, como não favorecer também. Quando os interesses desses micróbios não te favorece, é normal que eles alterem o comportamento alimentar e cause compulsões.

Talvez você esteja se perguntando o motivo para isso e, claro, o que define que os micróbios presentes no seu intestino vão te favorecer ou não.

E, a resposta não podia ser mais simples, o que define é a alimentação, então, é fundamental que você pense mais sobre o que você come, assim você irá conseguir um equilíbrio de bactérias e o seu corpo será favorecido por isso.

7- Sedentarismo

O sedentarismo é a “lei do mínimo esforço” e, claro, com a internet cada vez mais presente na vida das pessoas, o quadro de sedentarismo só está se agravando. O sedentarismo já passou de ser uma preocupação estética, hoje é um problema gravíssimo de saúde pública.

E sim, o sedentarismo leva à obesidade. E é extremamente simples de entender o motivo: você realiza o mínimo de esforço, não faz atividade física, não gasta as calorias que consome no dia a dia e, consequentemente, o número da balança só aumenta.

 

E agora, o que fazer?

Para você que apresenta sobrepeso/obesidade, a Organização Mundial de Saúde propõe a redução moderada na ingestão de energia como estratégia para redução de massa corporal, associada a exercícios físicos e as mudanças nos hábitos cotidianos.

O tratamento inicial do indivíduo obeso ou com sobrepeso visa promover perdas de 5-10% do peso inicial em até seis meses de tratamento, com manutenção do novo peso em longo prazo. Neste caso, o esperado é uma perda média de peso de 0,5 a 1 kg por semana.

A meta do acompanhamento deve ser o entendimento do próprio indivíduo a respeito do seu próprio corpo, do autocuidado, do resgate da sua autoestima e o controle das doenças associadas.

Geralmente, as pessoas buscam programas de perda de peso rápido; entretanto, deve-se ter em mente que essas mudanças, para a busca de uma vida saudável, podem ser de médio ou longo prazo, ou seja, em prazo maior que a expectativa.

Dietas mirabolantes ou extremamente radicais não são – nem de longe – aconselhadas, pois, mesmo que levem à perda de peso, ele tende a voltar, fazendo com que você corra o risco de sofrer com o efeito sanfona, tão ou mais prejudicial que a obesidade em si.

O diagnóstico e o tratamento devem ser feitos acompanhados por um médico farmacêutico ou nutricionista, especialmente nos casos de crianças, adolescentes e gestantes obesos.

 

Como combater as causas da obesidade?

Você já sabe quais são as principais causas da obesidade, porém, você deve estar se perguntando como descobrir quais das causas citadas anteriormente está impedindo você de perder peso, não é mesmo?

Para isso não existe uma fórmula mágica, mas sim, consultar quem realmente entende de saúde para lhe auxiliar nesse desafio que é a perda de peso.

Aqui na Phytoart nós contamos com farmacêuticos capacitados para auxiliar você. Entre em contato conosco e solicite seu atendimento farmacêutico. Estamos esperando para poder lhe ajudar da melhor maneira possível.

Atendimento Farmacêutico

Ashwagandha – Proteção do Sistema Imunológico e Combate ao Estresse.

Ashwagandha – Proteção do Sistema Imunológico e Combate ao Estresse.

O que é Ashwagandha?

A ashwagandha é uma das ervas mais poderosas da medicina tradicional indiana (Ayurvedica). Ela é utilizada há milênios como uma erva de cura para uma grande variedade de condições. Em especial, destaca-se sua capacidade de recuperação de danos.

No sânscrito indiano, ashwagandha significa “o respiro do cavalo”, indicando seu potencial de vigor e força. Tradicionalmente, a erva é prescrita para fortalecimento do sistema imunológico após períodos de doenças.

Aashwagandha pertence à família do tomate, e é um arbusto baixo com folhas ovais e flores amarelas. Ela produz frutas vermelhas do tamanho de passas. A erva é originária das regiões secas da Índia, do norte africano e do Oriente Médio. Atualmente, é cultivado revendido ao redor do mundo.

Na medicina tradicional indiana, há ervas específicas com benefícios adaptógenos, e a ashwagandha é uma delas. Substâncias adaptógenas são aquelas que modulam a resposta do corpo ao estresse e à mudança ambiental.

Estas substâncias auxiliam o corpo a conviver melhor com mudanças, pressões externas e toxinas. Além disso, trabalham a ansiedade e a insônia no sentido de amenizar seus sintomas.

Segundo a medicina tradicional indiana (AYURVEDICA) , não faltam motivos para recorrer à ashwagandha. Atribui-se à erva a capacidade de resolver o estresse, a fadiga, a falta de energia e a dificuldade de concentração. Seu uso auxilia a aliviar todos estes sintomas e é um estimulante natural.

A ashwagandha possui efeitos na saúde que já foram comprovados pela medicina atual. Rica em diversos compostos químicos e nutrientes, a raiz da planta costuma ser a parte mais utilizada para o desenvolvimento medicinal.

Atualmente, mais de 200 estudos a respeito da planta são largamente reconhecidos na comunidade médica internacional.

Efeitos comprovados da erva:

·        Proteção do sistema imunológico;

·        Auxilia no combate aos efeitos do estresse;

·        Melhora o aprendizado, a memória e o tempo de reação;

·        Reduz a ansiedade e a depressão, sem causar a tontura típica de tratamentos;

·        Auxilia no combate à degeneração cerebral (como no caso do Alzheimer);

·        Estabiliza o açúcar no sangue;

·        Possui efeito anti-inflamatório;

·        Melhora o desempenho sexual para homens e mulheres;

A maioria das pessoas consome a erva na forma de cápsulas – até mesmo na Índia. Em geral, utiliza-se doses diárias entre 600 mg e 1.000 mg – em alguns casos, são tomadas duas doses.

Está com alguma dúvida? Quer um atendimento personalizado?
Converse conosco clicando no botão abaixo!

Atendimento Farmacêutico

 

 

Ecklonia Cava – Fonte nutricional da juventude.

Ecklonia Cava – Fonte nutricional da juventude.

O que é Ecklonia Cava?

Também chamada de Trombeta-do-Mar é uma alga milagrosa que existe em abundância ao largo do Japão e da Coreia, e mais especificamente em torno da ilha de Jeju-do. É muito popular junto das populações coreana e japonesa e é incorporada de forma corrente na sua alimentação. Estaria mesmo na base da dieta das “avós mergulhadoras”, com quase setenta anos de idade, que encontram no seu consumo uma verdadeira fonte nutricional de juventude.

Esta alga castanha comestível, da família das laminariáceas, contém antioxidantes muito mais potentes do que os conhecidos no meio terrestre (vitaminas C e E, catequinas, resveratrol). Estas substâncias, chamadas florotaninos, apenas se encontram nas algas castanhas. A vantagem destes antioxidantes reside na sua capacidade universal,de agir tanto em meios aquosos como em meios lipídicos. Este aspecto confere-lhes uma vantagem preciosa para proteger as células nervosas cerebrais, atravessando facilmente a barreira hemato-encefalica.

Os cientistas demonstraram que quanto mais anéis benzénicos uma molécula contém, maior é o seu potencial antioxidante; comparativamente ao resveratrol, que contém dois e às catequinas do chá verde, que contêm quatro, os compostos activos da Ecklonia cava possuem oito anéis benzénicos! O que valeu a esta alga o apelido de “máquina de matar radicais livres”.

 

Propriedades

·       Melhora a viscosidade sanguinea;

·       Mantém a flexibilidade da parede arterial;

·       Melhora a memória;

·       Aumenta as ondas cerebrais o que origina, um sentimento de calma e de serenidade;

·       Alivia dores das artroses;

·       Baixa os níveis de Glicose no sangue;

·       Aumenta a imunidade;

·       Aumenta energia física e sexual, dilatação dos vasos sanguíneos.

Além disso, esta alga teria – segundo alguns estudos – uma ação bactericida eficaz nas salmonelas e nos estafilococos.

Está com alguma dúvida? Quer um atendimento personalizado?
Converse conosco clicando no botão abaixo!

Atendimento Farmacêutico

 

 

TGP-2 PEPTÍDEO – Potente despigmentante.

TGP-2 PEPTÍDEO – Potente despigmentante.

A tonalidade da pele é influenciada principalmente pela produção de melanina, um pigmento castanho, que assume o aspecto mais escuro quando está mais concentrado.

Clinicamente, o melasma caracteriza-se por manchas acastanhadas, localizadas preferencialmente na face, embora possa acometer também região cervical, torácica anterior e membros superiores.

Mulheres em período fértil e de fototipos intermediários representam as populações com maior incidência. Contudo pode acometer ambos os sexos e todas as raças, sendo mais comum o aparecimento entre 30-55 anos e o sexo masculino representa apenas 10% dos casos.

Grande parte de sua fisiopatogenia permanece desconhecida, havendo relação com fatores genéticos, hormonais, uso de medicamentos, cosméticos, endocrinopatias e foto exposição.

A hiperpigmentação pós-inflamatória é mais intensa após algumas condições tais como queimaduras ou cicatriz pós cirúrgica. Acredita-se que as substâncias liberadas no processo inflamatório estimulam os melanócitos, que acabam por pigmentar a área afetada. A hiperpigmentação pós-inflamatória pode persistir por meses a anos.

Na maioria das vezes, melasmas são vistos apenas sob ponto de vista estético, não tendo qualquer outra relação de severidade, porém podem impactar na vida social, familiar e profissional dos indivíduos acometidos, provocando efeitos psicológicos de grande impacto.

A melanina é o principal pigmento biológico envolvido na pigmentação cutânea, sendo determinante das diferenças na coloração da pele. Tal pigmento é também o principal mecanismo de defesa da pele contra a radiação UV, promovendo um espessamento da camada córnea na tentativa de impermeabilizar e proteger à pele e o DNA dos queratinócitos contra a radiação ultravioleta

TGP-2 PEPTÍDEO tem como propriedade diminuir a expressão da melanogênese devido à ação inibitória da síntese de melanina. Ele diminui a atividade da tirosinase; diminui a formação de melanossomas e bloqueia sua transferência para os queratinócitos, o que reflete na redução da expressão melanogênica.

Tem ação despigmentante comprovada através de um método inovador (métodos IN VITRO e IN VIVO), que é induzir a degradação do MITF, levando à diminuição da melanogênese por redução da atividade da Tirosinase. Essa atividade de redução da expressão gênica controla o desenvolvimento e a função dos melanócitos, o que diminui a incidência de manchas.

 

APLICAÇÕES:

• Produtos para prevenção e tratamento de melasmas/ cloasmas;

• Clareadores para axilas, virilhas e buço;

• Produtos pós-depilatórios (para acelerar a queda do fio e dificultar seu crescimento);

• Formulações para o tratamento de hisurtismo;

• Formulações anti-aging;

• Formulações antiinflamatórias/ calmantes da pele;

• Produtos pós-peeling e pós-laser;

• Produtos clareadores para todos os tipos de pele, inclusive para peles sensíveis;

• Produtos clareadores para peles negras e orientais.

 

Está com alguma dúvida? Quer um atendimento personalizado?
Converse conosco clicando no botão abaixo!

Atendimento Farmacêutico

 

 

CHITOSAN – Bloqueador de absorção de gordura.

CHITOSAN – Bloqueador de absorção de gordura.

O que é CHITOSAN?

Chitosan é um inibidor de gordura rico em fibras de crustáceos. Trata-se de uma substância com potencial de revolucionar o processo de perda de peso e, assim reduzir à incidência de algumas das principais disfunções que acometem a população, como a obesidade.

Chitosan atrai as moléculas de gordura, se ligando a elas, e passando pelo trato gastrointestinal sem que sejam absorvidas. Dissolvido no estômago é convertido em gel que engloba a gordura, evitando assim a sua absorção e subseqüente armazenamento, dando a sensação de saciedade, reduzindo a vontade de comer. Capaz de eliminar pelas fezes de seis a oito vezes o seu peso em gordura.

Combinado ao Ácido ascórbico, sua habilidade em absorver a gordura é aumentada, dobrando a sua eficiência. O Ácido cítrico quando combinado ao Chitosan, promove o seu intumescimento, proporcionando um aumento da saciedade e supressão do apetite, resultando na total redução da ingestão de alimentos.

 

Propriedades

Chitosan tem uma capacidade única de diminuir o colesterol LDL (a forma prejudicial do colesterol), enquanto mantém o colesterol HDL (a forma benéfica).

Tem sido utilizado para tratar acne, pois, consegue inibir o crescimento da bactéria que causa a inflamação associada à acne.

Testes utilizando aplicações tópicas de Chitosan, indicaram que ele promove a cura mais rápida de feridas ou abcessos infectados por Staphylococcus sp. As aplicações tópicas de Chitosan, diminuem o tempo de coagulação, o  que é vital para a cura de feridas como úlceras.

Chitosan aumenta o pH da boca e liga-se as bactérias que causam a formação de placas e subsequente deterioração dos dentes

Alguns estudos clínicos mostraram que Chitosan funcionou como um agente anti-hipertensivo e diminui a pressão do sangue em ratos machos que foram alimentados com alta concentração de sal.

Todas as propriedades de Chitosan são valiosas, mas sua extraordinária capacidade de bloquear ou se ligar às gorduras promete ser a mais valiosa de todas. Elimina a gordura após ter sido absorvida pelo tecido adiposo, sendo muito mais difícil do que neutralizar seus efeitos antes que ela caia na circulação sanguínea.

Chitosan acompanha esta formidável tarefa em converter a gordura numa forma que o organismo não absorva. Ele torna-se uma substância inerte que é prontamente eliminada pelo organismo.

É indicado como auxiliar nos regimes de emagrecimento, auxiliar nos processos digestivos e diminuição da absorção de gorduras e colesterol LDL.

Recomenda-se que Chitosan seja associado à vitamina C, pois esta potencializa o seu efeito. As cápsulas devem ser tomadas antes das refeições. Deve-se ingerir de 8 a 10 copos de água por dia nos intervalos das refeições.

 

Está com alguma dúvida? Quer um atendimento personalizado?
Converse conosco clicando no botão abaixo!

Atendimento Farmacêutico