Whey Protein, suplementação para exerícios físicos

A prática de atividades esportivas pode proporcionar benefícios ao corpo, à saúde e à qualidade de vida. No entanto, o esporte nem sempre representa sinônimo de equilíbrio no organismo. As alterações fisiológicas e os desgastes nutricionais gerados pelo esforço físico podem conduzir o atleta ao limiar da saúde e da doença, se não houver a compensação adequada desses eventos. Contudo, o tamanho das respostas ao exercício parece estar associado à diferentes variáveis, como a natureza do estímulo, a duração e intensidade do esforço, o grau de treinamento e o estado nutricional do indivíduo.

Os benefícios proporcionados pela prática de exercícios regulares são bem conhecidos. Em se tratando especificamente dos exercícios, inúmeros benefícios podem ser observados, tais como: melhorias na resposta da insulina ao excesso de glicose e na sensibilidade à insulina, menor probabilidade de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, entre outros. No entanto, a grande maioria dos indivíduos adultos jovens que aderem a programas regulares de exercícios com pesos, têm maior preocupação estética, que se resume ao aumento da força e massa muscular. Para tanto, anualmente são lançados no mercado inúmeras dietas e suplementos protéicos que visam atuar como sinergistas no ganho de massa muscular por meio do treinamento com pesos.
O adequado aporte protéico é importante para o crescimento, reparo de danos muscular, recuperação do metabolismo oxidativo das proteínas e para aumentar a força muscular. Um dos suplementos que mais tem sido utilizado para a reposição protéica é oWhey Protein.

O Whey Protein é um suplemento alimentar, proveniente do soro do leite que possui rápida digestão e absorção intestinal que proporciona elevação da concentração de aminoácidos no plasma, devido ao mesmo ser rico em aminoácidos essenciais. Fornece os elementos necessários para a preservação da massa muscular. A suplementação de Whey Protein estimula a síntese de proteína no músculo quando associado com exercícios físicos resistentes, resultando em efeitos hipertróficos (aumento de massa muscular).
Hoje em dia existem três tipos de Whey Protein presentes no mercado: Isolado, hidrolisado e concentrado. O que determina qual é a sua especificação é o processo de filtração utilizado.

1056910_51209851
•    Whey Proten Concentrado (WPC)
É uma proteína que passa por filtragens que não eliminam completamente a gordura e a lactose da fórmula e a estrutura da proteína se mantém intacta, passando normalmente pelo processo natural de digestão, que é relativamente lento. Algumas pessoas podem ter dificuldade em digerir este tipo de Whey por conter a proteína íntegra e pela presença da lactose em sua composição, principalmente os alérgicos à proteína do leite e os intolerantes à lactose. Deve conter de 30 a 80% de proteínas.

•    Whey Proten Isolado (WPI)
Esse tipo de Whey é praticamente livre de lactose (podendo ser utilizado por pessoas com intolerância a lactose), gordura e colesterol. O processo de filtração quebra a estrutura das proteínas. É indicado principalmente no pós-treino imediato devido à sua rápida absorção e garantia do aporte imediato de aminoácidos estimulando a regeneração muscular. Deve conter de 90 a 95% de proteínas.

•    Whey Protein Hidrolizado (WPH)
O Whey Protein hidrolisado é aquele que passa por um processo em que as moléculas de proteína do soro do leite são quebradas em partículas menores através de hidrólise, processo similar ao digestivo, disponibilizando praticamente os aminoácidos livres, fazendo com que a digestão e a absorção se tornem ainda mais rápidas. O Whey  100% hidrolisado pode ser uma alternativa para as pessoas que tem intolerância a lactose e/ou alergia as proteínas de origem animal. Deve conter de 90 a 92% de proteínas.

Além dessas três versões de Whey Protein, hoje já podemos contar com suplementos protéicos similares ao Whey, mas de origem vegetal, ou seja, produtos sem origem animal e sem leite. São ótimas opções de complementos alimentares para vegetarianos, veganos e pessoas intolerantes ao leite de vaca e à lactose.
O Whey Protein como qualquer outro suplemento só pode ser manipulado mediante a apresentação de receita, e só deve ser utilizado com a orientação e acompanhamento do seu médico ou nutricionista.

Referências:

Patrícia Veiga de Oliveira; Luciana Baptista; Fernando Moreira; Antônio Herbert Lancha Junior. Correlação entre a suplementação de proteína e carboidrato e variáveis antropométricas e de força em indivíduos submetidos a um programa de treinamento com pesos. Rev Bras Med Esporte v.12 n.1 Niterói jan./fev. 2006 Hayes A, Cribb PJ. Effect of whey protein isolate on strength, body composition and muscle hypertrophy during resistance training. Curr Opin Clin Nutr Metab Care. 2008 Jan;11(1):40-4. Katzung, B. Farmacologia Básica & Clínica. 8ª edição. Editora Guanabara Koogan. 2003. Antunes, J. A. Funcionalidade de Proteínas do Soro de Leite Bovino. Barueri. Manole. 2003. Bacurau, R. F. P. Nutrição e Suplementação Esportiva: Exercício de força. 5ª ed. São Paulo. Phorte. 2007. p. 78-93. Hirschbruch, M.D.; Carvalho, J.R. Nutrição Esportiva: Uma Visão Prática. 2ª ed. São Paulo. Manole. 2008. p. 40-45. Monteiro,L. T; Silva,V.C.T; Godoi, R.M; Terada,C.L. Efeitos metabolicos da suplementação do whey protein em praticantes de exercicios com peso. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, São Paulo. v. 3. n. 16. p. 295-304. Julho/Agosto. 2009

11. abril 2014 por admin
Categorias: alimentação, produtos naturais, Sem categoria, vitaminas | Tags: , , , | Deixe um comentário

Oligonol®: Lichia em cápsulas

A lichia é uma fruta originária da China, considerada como a rainha das frutas pelo seu sabor e aroma delicados, além do aspecto atraente.
Oligonol®

A fama da lichia ganhou fundamento científico. Pesquisadores concluíram que a fruta possui poder na redução da gordura abdominal, além disso, a lichia é uma poderosa aliada do sistema imunológico porque é rica em vitamina C. Também concentra altas doses de potássio e por ser rica em vitaminas do complexo B, essa fruta é capaz de atuar nos hormônios que regulam a memória, no metabolismo, no combate ao processo de envelhecimento celular e no fortalecimento de unhas e cabelos. A fruta também é antioxidante e ajuda a prevenir diversos tipos de câncer, envelhecimento precoce e problemas cardíacos.

Apresentamos o Oligonol®, vencedor do  NutrAward como melhor nutracêutico inovador. É um extrato de Lichia padronizado em 70% de procianidinas por exclusivo processo de oligomerização, que garante baixo peso molecular, maior absorção e biodisponibilidade do ativo.

As ações terapêuticas do Oligonol® são:
•    Melhora da circulação sanguínea: O nutracêutico promove aumenta da temperatura corpórea como resultado da dilatação dos vasos periféricos, observando assim, a melhora da circulação sanguinea e melhora cardiovascular.

•    Contra fadiga: Melhora dos sintomas de fadiga, e proporcionar melhor recuperação pós-treino e aumento da resistência, melhorando a performance atlética.

•    Redução da gordura abdominal e visceral: Atua no organismo diminuindo a absorção de gordura, acelerando o catabolismo da gordura acumulada e, consequentemente, o metabolismo dos ácidos graxos livres na conversão de calor e energia, sendo, portanto útil ao gerenciamento de peso, prevenção de aterosclerose e dislipidemias.

•    Antioxidante: Previne os danos oxidativos na pele, e assim, melhora da aparência das rugas, linhas de expressão e pigmentação. A suplementação com antioxidantes demonstra uma melhora nas condições da pele, devido a sua capacidade de prevenir os danos causados pelos radicais livres.

O Oligonol® como qualquer outro nutracêutico só pode ser manipulado diante a apresentação de receita e só deve ser utilizado com a orientação e acompanhamento do seu médico ou nutricionista.

Referências:
Amino Up Chemical & Maypro. Oligonol – Low molecular weight polyphenol. Compendium of human clinical studies.

Litchi chinensis Sonn. Germplasm Resources Information Network. United States Department of Agriculture (1995-10-17). Página visitada em 2014-03-20

11. abril 2014 por admin
Categorias: alimentação, produtos naturais | Tags: , , , , | Deixe um comentário

Probióticos, os aliados da saúde!

As bactérias estão por toda parte do nosso organismo, podendo causar estragos, mas também, trazer benefícios. Tudo depende da espécie, da parte do corpo em que tais bactérias ficam alojadas, e de como está a imunidade de cada individuo.
Os probióticos são microorganismos vivos que, quando administrados em quantidades apropriadas, conferem benefícios à saúde. Como ação funcional benéfica no organismo, os probióticos tem efeito sobre o equilíbrio bacteriano intestinal. Estes podem ser componentes de alimentos industrializados presentes no mercado, tais como leites fermentados, iogurte, ou podem ser encontrados, de forma mais concentrada, na forma de pós (saches) ou cápsulas, em fórmulas manipuladas.
O equilíbrio entre a microbiota probiótica e a patogênica é crucial para a saúde humana, e o desequilíbrio desse ecossistema microbiológico é chamado de Disbiose intestinal. O quadro de Disbiose acarreta em alterações inflamatórias e imunológicas, provocando alguns sintomas como diarréia, dor abdominal, flatulência e constipação, além de infecções do trato genito-urinário, doenças inflamatórias intestinais, intolerância à lactose, obesidade e piora da imunidade. O quadro de melhora da imunidade se dá devido aos probióticos
servirem de barreira contra microorganismos invasores e patológicos.
A suplementação nutricional de probióticos funciona como um tratamento naturopático inteligente e eficaz na prevenção e no combate de diversas enfermidades, sem o risco de agredir ou intoxicar o organismo. O uso dos probióticos vem sendo utilizado para o tratamento de disbiose e suas causas, tais como:
• Restabelecer o equilíbrio da microbiota intestinal;
• Proteger o organismo de bactérias patogênicas, fungos e vírus;
• Atenuar os surtos diarréicos;
• Reduzir a constipação;
• Auxiliar no controle do colesterol;
• Ser adjuvante no tratamento de encefalopatia hepática crônica;
• Prevenir alergias;
• Tratar o excesso de óxido nítrico;
• Promover a desintoxicação de metais pesados;
• Tratar da inflamação intestinal
• Auxiliar no controle de peso.

leite probiótico
O uso dos probióticos, como quaisquer outros nutracêuticos ou medicamentos, só devem ser utilizados com a orientação e indicação do médico ou nutricionista.

1- PEDONE, C. A., C. C. ARNAUD, E. R. POSTAIRE, C. F. BOULEY, and P.
REINERT. 2000. Multicentric study of the effect of milk fermented by
Lactobacillus casei on the incidence of diarrhea .
2 – MATSUAZAKI T, CHIN J. Modulating immune responses with probiotic
bacteria.
3 – OHASHI Y. et al. Habitual Intake of Lactic Acid Bacteria and Risk
Reduction of Bladder Cancer.
4- Gomes A.M.P., Malcata F.X. Agentes Probióticos em alimentos:
aspectos fisiológicos e aplicações tecnológicas.
5- MEDLINE – Effect of Lactobacillus rhamnosus GG on ileal pouch
inflammation and microbial flora.
6- Batistuzzo, J.A.O.; Formulário Médico Farmacêutico, 1ed.; São Paulo,2000, 47p.

14. março 2014 por admin
Categorias: Sem categoria | Tags: , | 2 comentários

Chocolates para emagrecer? Sim, ele existe.

Você já imaginou comer chocolate para saciar o apetite e emagrecer?
O que parecia sonho já se tornou realidade.
Comer chocolate é um dos grandes pecados para quem está em dieta.
Calórico e rico em gorduras e açúcares, o chocolate é a verdadeira perdição dos chocólatras, porém o chocolate não é somente um vilão, além de uma delícia, o seu consumo moderado oferece uma lista de benefícios a saúde.

chocolate

Chocolates para emagrecer

Segundo estudos, o principal benefício do chocolate é o aumento da produção de endorfina e da dopamina, levando a uma sensação de bem estar. O chocolate auxilia também na prevenção do câncer; diminui os níveis de colesterol ruim, melhorar a saúde do coração e combate os radicais livres evitando o envelhecimento precoce.

Chocolates Nutracêuticos:

chocolateOs chocolates nutracêuticos são feitos à base de cacau orgânico, não possuem gordura trans e nem conservantes ou corantes. São ricos em oligoelementos e minerais, como o cobre, o magnésio, o ferro e o fósforo, e se diferenciam dos chocolates comuns por possuírem substâncias que geram uma sensação de saciedade podendo ser um bom auxiliar em processos de emagrecimento. Além disso, podem ser associados à nutracêuticos, vitaminas e minerais potencializando essas ações.

A PhytoArt, sempre pensando no bem estar dos seus clientes, já possui toda a tecnologia necessária para a produção dos chocolates nutracêuticos. Vale ressaltar que quando associado à nutracêuticos, vitaminas e minerais, este chocolate torna se um suplemento, devendo ser portanto, consumido após a orientação do seu médico ou nutricionista.

 

28. fevereiro 2014 por admin
Categorias: alimentação, emagrecer | Tags: , , , | Deixe um comentário

Pholia Roja: a erva emagrecedora da vez!

A obesidade é um dos maiores problemas hoje no Brasil, quase metade da população brasileira está acima do peso. O excesso de peso e a obesidade podem conduzir a problemas de saúde física, assim como problemas sociais e psicológicos diversos.

Erva emagrecedora

O exercício físico e a dieta são sinônimos de melhora do sistema cardiorrespiratório, no condicionamento físico, força e agilidade; Melhora da coordenação motora, flexibilidade e equilíbrio corporal, porém nem sempre esta rotina basta, necessitando às vezes de substâncias que possam auxiliar o emagrecimento com segurança.

Pholia Roja

Como estratégia bem sucedida, a terapêutica com fitoterápicos e alimentos funcionais tem sido amplamente utilizada em muitos países. Diante dessa epidemia, muitos fármacos, fitoterápicos e nutracêuticos vêm sendo desenvolvidos para serem coadjuvantes nessa luta contra a balança, e um dos mais eficazes é a Pholia Roja.

A Pholia Roja, popularmente conhecida como a erva desacopladora de gorduras, promete ser uma importante coadjuvante no tratamento e prevenção da síndrome metabólica e obesidade, com estudos de eficácia e segurança, desenvolvidos no Brasil. Vem sendo muito empregada em formulações, isolada ou em associações para emagrecimento e tem se mostrado extremamente eficaz para este fim. A substância age aumentando a capacidade antioxidante e reduzindo a biossíntese de tecido adiposo, levando a uma redução de peso significativa em 30 dias de uso, com resultados mais eficazes na região abdominal.

A Phytoart já possui essa novidade que pode ser vendida com a apresentação de receituário. Vale ressaltar que como todo medicamento, fitoterápico ou nutracêutico, a Pholia Roja só deve ser utilizada com acompanhamento do seu médico ou nutricionista.

27. fevereiro 2014 por admin
Categorias: alimentação, emagrecer, produtos naturais | Tags: , , , , | 2 comentários

Musa Slim, controla a glicose e a saciedade

A obesidade é uma doença crônica de etiologia multifatorial, onde o excesso de gordura está associado a certos problemas de saúde. Hoje a obesidade é considerada um problema sério de saúde pública.

É o principal fator contribuinte para o desenvolvimento da síndrome metabólica e, frequentemente, leva ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares, ao aumento de gordura no sangue, esteatose hepática (gordura no fígado) e apneia obstrutiva do sono.
Apesar de haver influências genéticas e hormonais, a obesidade ocorre fundamentalmente devido ao desequilíbrio entre a ingestão e o gasto energético.

Atualmente, diversos aspectos fisiopatológicos vêm sendo levados em consideração na gênese e, principalmente, na perpetuação do processo de obesidade. Fatores como o aumento da resistência à insulina, o processo inflamatório e os fatores neurais, intestinais e adipócitários têm sido apontados como os principais.
Com o crescente número de pessoas obesas, novos fármacos e nutracêuticos têm sido desenvolvidos para tratar os diversos mecanismos envolvidos na obesidade. Um exemplo de novo nutracêutico para tratamento da obesidade é o Musa Slim.

Musa Slim – Nutracêutico Funcional
Nutracêutico é um produto natural com propriedades terapêuticas que promovem benefícios a saúde, comprovados cientificamente.
musa slimO Musa Slim é um nutracêutico composto pela combinação da Banana Verde (Musa paradisíaca) e Chá Branco (Camelia sinensis) que apresenta diversas propriedades benéficas para o tratamento da obesidade, sendo que as principais seriam: modular a glicemia e a saciedade. Este nutracêutico é rico em fibras, amido resistente, potássio, fósforo, cálcio, sódio, magnésio, vitaminas A e C, e complexo B.
Estudos indicam que o amido resistente, presente na banana verde, esteja relacionado com a manutenção da saúde e a prevenção de doenças crônicas, tais como o câncer e doenças do colo, diabetes tipo 2, dislipidemia (aumento de gordura no sangue), doenças coronárias e obesidade, mostrando-se como um importante nutracêutico funcional.
A banana verde possui também dois tipos de fibras, solúvel e insolúvel, que auxiliam tanto na modulação da glicemia quanto na promoção da saciedade.
A fibra insolúvel consegue arrastar com ela, moléculas de gordura e de açúcar, e assim, dificulta a absorção das mesmas, proporcionando o controle dos níveis de glicose no sangue. Já a fibra solúvel, amido resistente, promove sensação da saciedade por um grande período de tempo. cha branco
O chá branco (Camelia sinesis) também apresenta diversos benefícios no tratamento da obesidade. Inibe a lipase pancreática e a gástrica.
Estudos demonstram que 250mg do extrato de chá branco promove redução dos níveis de colesterol total e do LDL-colesterol em 16 semanas.

Uma das substâncias encontradas neste chá é a epigalocatequina-3-galato que, segundo estudos, a associação de 600mg de catequinas e 150mg de cafeína, promove aumento significativo do gasto energético e da oxidação lipídica e, consequentemente, a perda de peso. Seu mecanismo reduz os níveis de lipídios que armazenam gordura.

A Phytoart possui o nutracêutico Musa Slim que pode ser vendido mediante receita.
Consulte o seu médico ou nutricionista!

Fonte: 1.Ruiz, K. Nutracêuticos na Prática – Terapias Baseadas em Evidências. INNEDITA: Jundiaí-SP, 2012

31. janeiro 2014 por admin
Categorias: alimentação, produtos naturais, tratamentos de doenças | Tags: , , , , , | 2 comentários

O ômega 3 na saúde vascular

omega 3De acordo com a Federação Mundial do Coração (OMS) 80% das mortes prematuras por doenças cardiovasculares poderiam ser evitadas se os principais fatores de risco fossem controlados.

O consumo excessivo de gorduras saturadas aumenta o colesterol ruim (HDL) no sangue, que pode causar complicações como o infarto e AVC (acidente cardiovascular cerebral). O tabagismo, obesidade e o alto nível de estresse também são fatores de risco.
A alimentação saudável aliada a uma rotina de exercícios físicos contribui para a redução da incidência de doenças do coração.
As doenças cardiovasculares são mais incidentes a partir dos 60 anos, mas cresce o número de incidentes com pessoas mais jovens e até crianças.
Em São Paulo, por exemplo, subiu para 34% o número de incidentes com mulheres, no período do ano de 2008 a 2012, conforme o HCor (Hospital do Coração).

O ômega-3 é um dos agentes benéficos à saúde do coração e tem sido muito divulgado devido aos diversos benefícios para a saúde. Mas o que poucos sabem é que existem alguns tipos de ômega-3 e cada um possui uma ação diferente no organismo.
Os dois tipos classificados são:

Ômega-3 de cadeia curta (ácidos graxos de cadeia curta): é encontrado em óleo extraído de soja, de gira-sol, milho e em alguns vegetais como brócoli, rúcula, couve e espinafre.

O ômega-3 de cadeia curta apresenta uma quantidade de ômega-6 proveniente dos óleos comestíveis em contraposição ao uso de manteiga e gordura animal, consideradas pouco saudáveis.

Tanto o ômega-3, quanto o ômega-6 são importantes em nossa dieta, no entanto deve haver um balanço na ingestão dessas duas gorduras, pois uma dieta com mais ômega-6 do que ômega-3 pode causar doenças como artrite e artrose. Se caso, for consumido mais ômega-3 do que ômega-6, o sangue poderá ser afinado, com propensão a hemorragias.

 

Ômega-3 de cadeia longa (ácidos graxos de cadeia longa): que provem de peixes de águas profundas (salmão, atum, bacalhau, albacora, cação) e promove benefícios à saúde, dentre eles a saúde do coração.

O DHA (ácido docosaexaenoico) e EPA (ácido eicosapentaenoico), encontrados no Ômega-3 de cadeia longa contribuem para a manutenção do colesterol bom (HDL).

Recomenda-se o consumo diário de ao menos 0,250 a 2g de DHA e EPA para a proteção cardiovascular.

O ômega-3 reduz o nível de triglicerídeos, diminui o risco de aterosclerose por causa da sua propriedade de afinamento do sangue e, reduzem a incidência e gravidade de alguns tipos de câncer, além de prevenir e ser utilizado em tratamento de doenças mentais.

O ômega-3 pode ser consumidor em óleo líquido, em cápsulas ou softgel. Mas devido suas ações no organismo é ideal consultar um médico antes do consumo para verificar se há a necessidade de complementar a dieta com o ômega-3.

omega 3Ômega-3 – 60 cápsulas – 1.000mg

 O consumo de Omega 3, associado a uma alimentação balanceada e hábitos saudáveis, contribui para o equilíbrio das taxas de colesterol e triglicerídeos, facilitando o processo de emagrecimento. O ômega-3 é composto pelo ácido graxo EPA e DHA que auxilia na proteção contra doenças cardíacas, redução do colesterol e hipertensão arterial.

Você pode adquirir produtos naturais em uma de nossas lojas Phytoart, por telefone (11) 3835-4290, ou através do site: www.phytoart.com.br

 

24. janeiro 2014 por admin
Categorias: alimentação, produtos naturais | Tags: , , , , | Deixe um comentário

Flacidez, tratamento e prevenção!

 

flacido

A Flacidez é o enfraquecimento das fibras colágenas e elásticas que sustentam os tecidos do organismo.

Este é um processo natural que sofre influências como genética, excesso de exposição ao sol, sedentarismo, má alimentação, fumo, gravidez, obesidade e distúrbios hormonais.

A flacidez corporal e facial pode ser classificada em muscular ou tecidual.

A flacidez muscular ocorre de forma mais profunda proveniente do desgaste das fibras musculares causado principalmente pelo sedentarismo e alimentação inadequada.

A flacidez tecidual é mais superficial e resulta na desorganização progressiva das fibras de colágeno e elastina presentes na pele, causada principalmente pelo excesso de sol e por dietas restritivas. Neste tipo de flacidez a pele fica com um aspecto enrugado.

Ambos os tipos podem aparecer ao mesmo tempo. Um exemplo é o aspecto da barriga pós-parto em que o músculo está esticado e a pele parece mais solta.

A inclusão de novos hábitos na rotina ajuda na prevenção e/ou na redução da flacidez pré instalada; são eles:

  • Substituir alimentos gordurosos e repletos de açúcar por frutas, verduras e legumes;
  • Evitar alimentos industrializados e fast-food;
  • Praticar exercícios que aumentem a massa corporal e diminuam o percentual de gordura do corpo;
  • Aumentar a ingestão de proteínas (carnes e ovos), vitamina C (encontrada na laranja, acerola e limão) e gelatina (rica em colágeno);
  • Beber 2 a 3 litros de água por dia, para que seu organismo funcione corretamente;
  • Utilizar protetor solar.
  • O tratamento para diminuição da flacidez pode ser feito com a utilização de cosméticos antiflacidez que contenham ácido retinóico (para estimular a produção de colágeno), formulações com polipeptídeos proteicos, antioxidantes e outros nutritivos e firmadores como o cálcio.

Cosméticos Antiflacidez ricos em ativos que melhoram a elasticidade da pele:

 

Para flacidez facial

Serum DMAE 50ml – Serum Firmador

serum_dmae

O Serum Veer foi desenvolvido com ativos que promovem a hidratação e a firmeza da pele, além de diminuir os sinais de envelhecimento, como as rugas.

Proporciona um aspecto liso e saudável à pele devido a ação de seus aminoácidos Glicina 1 e Prolina, precursores de colágeno e Fucose, um açúcar que tonifica e auxilia na hidratação.

O Veer Serum DMAE deve ser utilizado após a higienização e tonificação da pele, uma vez ao dia realizando movimentos circulares até completa absorção. Seu uso é indicado para peles maduras.

Para flacidez corporal

Contour UP 150ml – Loção Firmadora

contour_up

O Contour UP é uma loção siliconada com o toque macio, perfeita para combater a flacidez corporal.

Contém um complexo vegetal formado por sete ervas que junto ao DMAE Glicolato e Fucose, que tonifica e hidrata a pele.
Aplique o Contour Up duas vezes ao dia e para potencializar os resultados, faça uma esfoliação com uma bucha vegetal uma vez por semana.

Sculpt Liss  150g  – Gel Lipolítico

sculpt liss

O Sculpt Liss é um gel siliconado formado pela potente combinação dos ativos Cafeína, Alcachofra, Extrato de Chrysantellum que atuam sinergicamente no combate aos sinais da celulite e gordura localizada, além de tonificar e hidratar a pele.

O Veer Sculpt Liss deve ser aplicado sobre a pele limpa e massageando até completa absorção e recomenda-se aplicar duas vezes ao dia.
Recomenda-se o uso do Sculpt Liss duas vezes ao dia para otimizar a redução da celulite e gordura localizada.

Os cosméticos aliados a hábitos saudáveis proporcionam ótimos resultados.
Consulte seu médico!
Você pode adquirir esses produtos em uma das nossas lojas Phytoart, através do telefone (11) 3835-4290 ou pelo site www.loja.phytoart.com.br

02. janeiro 2014 por admin
Categorias: cuidados com a pele | Tags: , , , , , , , , | Deixe um comentário

Assafre® – Auxilio na redução da compulsão por alimentos!

Assafre® - Redução da compulsão alimentar!

A compulsão alimentar é um transtorno comum causado por um distúrbio químico nos mecanismos da saciedade e ocorre quando há o consumo regular de uma quantidade alta de alimentos e calorias, mesmo quando não se tem fome.

O distúrbio químico da saciedade atinge hoje até 4% da população geral e 6% dos obesos, podendo alcançar metade dos indivíduos mórbidos, segundo a Associação Americana de Psiquiatria.
Cerca de 75% das pessoas com o distúrbio ganham peso, pois consomem mais calorias do que precisam por dia e somente um indivíduo com um metabolismo muito bom, consegue manter o seu peso.
A pessoa que sofre de transtorno de compulsão alimentar apresenta algumas características em seu dia a dia, tais como: comer até se sentir desconfortavelmente cheio, esconder hábitos alimentares por vergonha, esconder comida para episódios de estresse e ansiedade, esconder embalagens vazias gerando lixo em casa e por fim, o descontentamento com a sua aparência.
Identificados estes comportamentos é importante buscar um tratamento.

assafre

Em nosso organismo há a serotonina que exerce uma importante função sobre o apetite e a saciedade. Atua na glândula pineal como precursora da melatonina, um hormônio estimulante (MSH).
Está envolvida com o sono, o humor, regulação da temperatura, percepção da dor, regulação da Pressão Arterial e vômitos. A serotonina também pode estar envolvida em condições como depressão, ansiedade e enxaqueca. Na maioria das regiões do Sistema Nervoso Central, a serotonina exerece forte ação inibitória1.
O alvo da farmacoterapia da obesidade tem sido aumentar a serotonina para amenizar a ingestão de alimentos. Uma destas substâncias capaz de regular os níveis de serotonina, chama-se Assafre®.
O Assafre® é uma extração padronizada obtida dos estigmas presentes nas flores de Crocus Sativus L. (0,3% safranal), especialmente conhecido como Saffron. O extrato é purificado enzimaticamente, para conter padrões de fitonutrientes específicos ativos com atividade no gerenciamento do peso corporal, a depressão moderada e como um potente antioxidante natural.2

 

Propriedades e Benefícios do Assafre®

O Assafre® é uma alternativa segura para o controle do apetite compulsivo.
Ajuda a regular os receptores serotoninérgicos que oferecem a sensação de saciedade, promove mudanças positivas no humor, aumento da energia e da vitalidade. Reduz em mais de 55% o desejo compulsivo por alimentos, através da regulação dos níveis de serotonina, ajudando assim, na manutenção do peso.
Em 2010, a Nutrition Research publicou um estudo realizado com 60 mulheres saudáveis com excesso de peso, e que tomaram Assafre® diariamente por 8 semanas, sem a ingestão de calorias. Os resultados comprovam que essas mulheres apresentaram uma redução maior no peso do corpo, quando comparado com as mulheres que não consumiram o extrato. Foi identificado também a melhora no humor e a diminuição da frequência do desejo por aperitivos.
O Assafre® aliado a uma boa alimentação e atividade física melhora a saúde e promove qualidade de vida.

Consulte seu médico!

Fonte Bibliográfica: 

  1. Gout B, Bourges C, Paineau-Dubreuil S. “Satiereal, a Crocus sativus L extract, reduces snacking and increases satiety in a randomized placebo-controlled study of mildly overweight, healthy women.” Nutr Res. 2010 May;30(5):305-13.
  2. RUIZ, K. Nutracêuticos na Prática – Terapias baseadas em evidências. v.1, p.290-303, Jundiaí-SP, 2012.

 

 

19. dezembro 2013 por admin
Categorias: matéria prima, produtos naturais | Tags: , , , , | 2 comentários

Dermatite de contato em Idosos – Sintomas e Prevenção

A dermatite de contato (DCI) é causada por um dano direto após o contato com agentes agressores que resultam em reações alérgicas e inflamatórias na pele e é comum o aparecimento nas mãos, braços e face.

A dermatite é estabelecida através de quatro mecanismos: irritante primário absoluto, irritante primário relativo, fototóxico e fotoalérgico.
Um agente irritante primário absoluto danifica a pele ao primeiro contato ocasionando reações intensas como bolhas e ulcerações com aspectos de uma queimadura como por exemplo, no contato com uma fragância, com adesivos, com cosméticos entre outros agentes que quando no primeiro contato apresentam reação.
Um irritante primário relativo danifica a pele após contatos repetidos ou prolongados com agentes. Os sabões, os detergentes, as fezes e a urina são os principais exemplos.
No caso de fotossensibilidade, a utilização de alguns produtos mais a exposição à luz, causam reações em contato com a pele. Podem ser produtos como loções para barbear, filtros solares, pomadas com sulfas, alguns perfumes, produtos com alcatrão, óleo que sai da pele dos cítricos entre outros.
A dermatite de contato é doença frequente em qualquer faixa etária. Em idosos, a imunidade celular é diminuída, o que seria um fator redutor da incidência de dermatite de contato nessa faixa etária. Por outro lado, esses indivíduos tiveram, durante a vida, maior tempo de exposição a várias substâncias potencialmente alergênicas, permitindo, assim, considerável frequência dessa dermatose nesse grupo (Duarte et al., 2007).
Muitas variáveis estão envolvidas na sensibilização da pele do idoso, desde a população e a função das células T, citocinas e células de Langerhans, até as alterações encontradas na barreira de proteção da pele (extrato córneo), favorecendo a penetração de substâncias irritantes e sensibilizantes.

Quais são os sintomas?
Alguns sintomas são a coceira na pele, a formação de bolhas que podem estourar formando crostas e descamações e inflamações com aspecto de queimadura.
Ao suspeitar destes sintomas, procure um médico que fará o diagnóstico com base em testes alérgicos cutâneos e o histórico de exposição a um agente irritante ou alergeno.
Os exames de alergia com pathes cutâneos podem isolar o alergeno entre outros suspeitos. Alguns outros exames também podem ser feitos para identificação das causas como uma biópsia de lesão cutânea ou cultura da lesão cutânea.

dermatitedermatite=

Diversos produtos podem ser utilizados para o tratamento e prevenção da Dermatite de Contato, dentre eles destacam-se o Modukine, Stimu-Tex, Hyaxel e Nutri ômega 3,6,7 e 9, por suas propriedades capazes de controlar os sintomas da dermatite atópica (inflamação, vermelhidão, coceira e aspereza da pele) sem provocar nenhum dos efeitos adversos causados por produtos tais como os corticoides, por proteger a pele de reações alérgicas e regenerar a permeabilidade da barreira epidermal, aumentando a hidratação, pela intensificação e a renovação epidérmica, aumentando o sistema de defesa da pele e combate as reações inflamatórias e ainda, reúne de maneira eficaz o equilíbrio de óleos vegetais puros e ativos, afim de nutrir as células, aumentando assim a defesa natural da pele e protegendo contra o envelhecimento.

Consulte o seu médico!
tratamento-medico-paciente-idoso-diabetes

Fontes: www.abcdasaude.com.br

Fonte Bibliográfica: 

  1. Motta AA, Aun MV, Kalil J, Giavina-Bianchi P. Dermatite de Contato. Ver. Brás. Alerg. Imunopatol. 2011; 34(3):73-82.
  2. Duarte I, Kobata C, Lazzarini R. Dermatite de contato em idosos. An. Bras. Dermatol. [online]. 2007, vol.82, n.2, pp. 135-140. ISSN 1806-4841.

 

29. novembro 2013 por admin
Categorias: tratamentos de doenças | Tags: , , , | Deixe um comentário

← Posts mais antigos