Cafeína age como estimulante e ajuda na queima de gorduras

Substância também melhora a concentração, a capacidade respiratória e ajuda a prevenir o diabetes

 

Reza a lenda que há muito tempo atrás um pastor de nome Kaldi percebia que suas ovelhas ficavam mais agitadas quando comiam os frutos de um cafeeiro que tinha no seu quintal. Quando o pastor experimentou estes frutos também sentiu uma sensação de maior vivacidade. Lenda ou não, desde o século IV A.C. surgiram os primeiros relatos sobre o café e atualmente se estima que no Brasil seu consumo se aproxime de 710 mil toneladas ou 20 milhões de sacas por ano. Talvez todo este sucesso se deva à uma substância presente no café e de nome bem conhecido: cafeína.

Bioquimicamente falando a cafeína é classificada como um alcalóide, do grupo das xantinas, grupo este formado também pela teofilina e pela teobromina, encontrada no chocolate. Várias plantas possuem cafeína na sua composição, não sendo exclusiva do café (Coffea arabica), sendo elas: erva mate ( Ilex paraguariensis ), guaraná ( Paullinia cupana ), cacau (Theobroma cacao ), chá ( Camellia sinensis ) e cola ( Cola acuminata).

Os efeitos da cafeína dentro do nosso organismo já são hoje melhor compreendidos pela ciência. Os benefícios ou prejuízos vão depender de um detalhe: a dose. Dependo da quantidade pode ser um ?santo remédio?, como prevenir a doença de Parkinson e o diabetes, segundo estudos recentes, ou seu excesso se transformar em “veneno”, levando a arritmias cardíacas muitas vezes fatais. A dose pode ser letal próximo de 10.000 miligramas, mas acalme-se pois uma xícara de café de 240 ml pode ter de 90 a 200 miligramas.

cafeina

Os benefícios da cafeína

A cafeína atua no sistema nervoso central como um estimulante direto por inibir a ação da adenosina, sendo esta substância uma participante do sistema de freio do cérebro, funcionando como um discreto calmante. Ao diminuir os efeitos da adenosina, a cafeína deixa nosso cérebro em constante alerta e com mais atenção e concentração, diminuindo também a fadiga mental.

É possível que a cafeína também estimule a produção cerebral de neurotransmissores como serotonina e dopamina, funcionando assim como um leve antidepressivo. Mas lembre: tudo dependerá da dose. Estes efeitos benéficos cerebrais da cafeína ocorrem com doses que não ultrapassem 300 mg/dia. Acima disto, pode causar irritabilidade, insônia e até mesmo dificultar a concentração. Aliás, quem dorme pouco por insônia deve evitar o uso do café pelo menos nas 12 horas que antecedem a hora de dormir.

Outro efeito também conhecido da cafeína é causar uma dilatação dos brônquios pulmonares, otimizando assim a capacidade respiratória. Não à toa os estudos mostram que um dos motivos do melhor rendimento dos atletas com o consumo prévio de cafeína antes das atividades físicas é a melhora da capacidade respiratória com melhor oxigenação dos músculos, melhorando assim seu rendimento. Aliás, além deste benefício, a cafeína diminui a percepção de cansaço pelo cérebro do atleta, fazendo com que o mesmo demore um pouco mais para atingir a exaustão. É sabido também que a cafeína estimula a lipólise por inibir uma enzima chamada fosfodiesterase. O que é a lipólise? Garanto que é aquilo que todo gordinho e também os marombados desejam: utilizar as células de gordura (adipócitos) estocadas em nosso corpo para gerar combustível para queima durante os momentos que o corpo necessita de um extra de energia para manter as atividades musculares que estão sendo exigidas. Este é o famoso efeito termogênico da cafeína, ou seja, ao transformar a gordura em fonte de energia há geração de calor e elevação da temperatura corporal (termogênese).

Como consumir

Com tantos efeitos conhecidos da cafeína dentro do corpo humano, o importante é saber utilizá-la com segurança. Na sua forma natural como é encontrada nas plantas (café, chá, chocolate, cola, erva mate ) sua ingestão é mais segura, mas não por isso devemos exceder a dose recomendada. A sugestão de estudos é que não devemos ingerir mais de 300 mg por dia de cafeína (alguns estudos sugerem no máximo 200 mg/dia ). Quer alguns exemplos práticos desta quantidade nos alimentos? Veja abaixo:

  • 30 ml de café espresso: 40 a 75 mg
  • 1 xic. de 240 ml de café coado: 95 a 200 mg
  • 1 xic. de 240 ml de chá mate:27 mg
  • 1 xic. de 240 ml de chá verde:24 a 40 mg
  • 350 ml de refrigerante à base de cola:30 a 35 mg
  • 240 ml de bebidas energéticas:36 a 80 mg
  • 25 gramas de chocolate amargo:17 a 23 mg
  • Analgésicos que possuem cafeína em sua fórmula: até 50 mg.

Na forma de suplementos (em cápsulas ou similares ) seu uso só deveria ser feito após avaliação médica. Aliás, não existe recomendação oficial para a prescrição da cafeína em doses medicamentosas dentro da medicina alopática. Existem alguns analgésicos que contém cafeína em sua fórmula, pois ela potencializa o efeito do analgésico e também aumenta a rapidez da sua absorção no intestino. Existem riscos e contraindicações para o seu uso, como citados abaixo:

  • Idosos, crianças e gestantes e mães que estão amamentando
  • Hipertensão Arterial, Insuficiência Coronariana e Infarto Agudo do Miocárdio
  • Arritmias cardíacas
  • Hipertireoidismo
  • Transtorno da Ansiedade Generalizada ou Síndrome do Pânico
  • Insônia
  • Irritabilidade
  • Gastrites (a cafeína estimula a produção de suco gástrico)
  • Osteoporose (em excesso a cafeína aumenta a excreção do cálcio pelos rins)
  • Abortos de repetição (alguns estudos referiram maior risco de interrupção da gestação com ingesta excessiva de cafeína).

Cafeína e a dependência

Devo alertar também para o risco de desenvolvimento de dependência da cafeína. A ingestão frequente da cafeína com uma parada abrupta pode causar sintomas de abstinência como dores de cabeça, náuseas e irritabilidade. Nestes casos, a diminuição da sua ingestão deve ser gradativa, aos poucos e com orientação médica.

Enfim, mais uma vez vale o velho e sempre certeiro bom senso em nutrição: tudo se pode com ponderação e em doses adequadas. Respeitando-se as contraindicações salve o nosso bom cafezinho do dia a dia! Ou alguém discorda?

Fonte: www.minhavida.com.br

29. julho 2015 por admin
Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Pistache proporciona saciedade e é bom para o coração

Oleaginosa também melhora o trânsito intestinal e contribui para o controle glicêmico

pistache (1)

O pistache é uma oleaginosa muita rica em nutrientes. Possui um perfil de ácidos graxos benéficos para a saúde cardiovascular, assim como proteínas, fibras, potássio, magnésio, vitamina K, y-tocoferol (vitamina E) e inúmeros fitoquímicos. A sua coloração verde e roxa é resultado da presença de luteína e antocianina. Entre as castanhas, o pistache contém maior teor de potássio, y-tocoferol, vitamina K, fitosteróis e carotenóides. 

Estudos sugerem que o pistache ajude na atividade antioxidante e anti-inflamatória, no controle glicêmico e na função endotelial. Quando consumido com moderação ajuda no controle de peso, por causa do seu efeito na saciedade. 

Os antioxidantes protegem o corpo dos danos causados pelos radicais livres. Funções naturais do corpo e o exercício físico produzem radicais livres, que atacam células saudáveis tornando-as suscetíveis a danos. Antioxidantes como a vitamina E e carotenoides (betacaroteno e luteína) ajudam a proteger as células. Quando pistaches são consumidos, os níveis desses antioxidantes sobem no sangue. Eles ajudam a prevenir a oxidação de colesterol LDL, a inflamação e a sua deposição nos vasos causando doenças cardiovasculares, por exemplo. 

A adição de pistache em refeições de alto índice glicêmico poderia diminuir a resposta glicêmica pós-refeição. Pesquisas mostram que o perfil de nutrientes do pistache, incluindo proteínas, gorduras saudáveis e fibras, possa ajudar nesse controle glicêmico. Essa composição de nutrientes também teria efeito na saciedade, pois com os nutrientes sendo absorvidos de forma mais lenta, o tempo de saciedade seria maior. 

Por ser rico em fibras, o pistache também é um alimento muito saudável para o intestino. Uma porção de aproximadamente 30 gramas fornece 3 gramas de fibra dietética, ou aproximadamente 12% da recomendação diária. 

Ainda, a presença da luteína é importante para a saúde da visão e da pele. A retina possui altas concentrações de luteína e zeaxantina, carotenoides envolvidos na fotoproteção dos olhos. E a luteína pode prevenir os danos dos raios ultravioleta na pele. 

Cada tipo de castanha possui uma mistura diferente de nutrientes, portanto o melhor é consumir uma variedade. Não existe uma recomendação para o consumo de pistache. O sugerido seria o consumo de aproximadamente 20 a 30 gramas de castanhas por dia, que pode ser feito nos lanches, por exemplo. 

Na hora da compra, prefira os pistaches com casca, sem sinais de mofo, umidade ou com danos causados por insetos. Assim, o risco de adquirir um pistache contaminado por aflatoxinas é menor. As aflatoxinas são substâncias produzidas por fungos, que contaminam os alimentos, sem modificar o sabor, e se consumidas constantemente em longo prazo podem aumentar o risco de câncer hepático. 

*Artigo realizado com a colaboração da nutricionista Fabiana Honda da PB Consultoria em Nutrição.

 Fonte: www.minhavida.com.br

28. julho 2015 por admin
Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Cigarro aumenta o risco de doenças como Alzheimer

Entenda como o tabagismo pode prejudicar seu cérebro

cigarro-hg-20110829

Todos conhecemos a relação entre fumar cigarro e o aumento do risco para doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, como o AVC. Entretanto, o cigarro também tem uma relação com doenças neurodegenerativas, menos conhecida, que discutiremos abaixo.

 

Primeiro, sabemos que o envelhecimento é o principal fator de risco não modificável para doenças neurodegenerativas como Alzheimer e Parkinson. Quando analisamos Alzheimer, entretanto, além da questão “idade” fatores de risco clássicos para doenças vasculares como tabagismo, hipertensão arterial, diabetes e dislipidemia são também fatores de risco que podem deflagrar doenças neurodegenerativas, como Alzheimer.

 

Segundo, sabemos que existem aqueles indivíduos em uma zona de fronteira conhecida por “comprometimento cognitivo leve”, quando o indivíduo tem normalmente um problema cognitivo importante, mas que não o impede de exercer suas atividades de vida diária. A importância de fatores de risco como fumar cigarro neste contexto é que indivíduos com comprometimento cognitivo leve terão mais chance para converter em Alzheimer se fumar um cigarro que indivíduos não-tabagistas. Assim, evitar o cigarro é uma atitude essencial para diminuir as chances de Alzheimer.

 

Em relação à doença de Parkinson, paradoxalmente, estudos em modelos animais e estudos epidemiológicos em humanos já demonstraram que a nicotina pode ter um efeito neuroprotetor. Isto mesmo, neuroprotetor. Este mecanismo é complexo e envolve liberação de neurotransmissores, modulação de apoptose e necrose, função imune e aumenta produção fatores tróficos (Trends in Neuroscience v. 27, p.561-8; 2004). Na vida real isto não é tão simples, uma vez que junto com a nicotina centenas de outros produtos extremamente tóxicos/cancerígenos são aspirados em um cigarro e não se recomenda, em hipótese alguma, fumar cigarro para evitar ou atrasar doença de Parkinson.

 

Como na própria doença de Alzheimer, o tabagismo associado a outros fatores de risco para doenças cerebrovasculares acaba contribuindo para piora dos sintomas parkinsonianos, em particular, no surgimento de sintomas não-motores como a própria demência associada à doença de Parkinson.

 

Evitar o tabagismo, mesmo passivo, é uma atitude importante para se ter um cérebro saudável por bastante tempo. Mais do que isto, evitar o tabagismo pode influenciar no desenvolvimento ou no surgimento de complicações relacionadas a doenças neurodegenerativas.

 

 

 

 

Fonte: Minha Vida

24. julho 2015 por admin
Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Picolé funcional de iogurte, amora e chá de hibisco

Aprenda a fazer este doce delicioso e com poucas calorias

receita-picole-light-blueberry-620x320

 

Aprenda a fazer um delicioso picolé funcional de iogurte, amora e chá de hibisco. Esta receita é da culinarista Malu Lobo do site Pé da Cozinha.

 

Ingredientes:

 

2 potes de iogurte natural desnatado

2 xícaras de amoras ou outra fruta vermelha

150 ml de chá de hibisco

Adoçante culinário a gosto

1 colher de sopa de semente de chia

Modo de preparo:

 

Prepare o chá de hibisco, colocando em água quente, mas não fervente. Leve o chá pronto, o adoçante e 1 xícara de frutas vermelhas para cozinhar, deixe ferver até engrossar. Retire, reserve e misture com a semente de chia. Misture o iogurte com essa calda ,até ficar homogêneo. Em forminhas de gelo ou próprias de picolé , faça camada de iogurte e 1 de amoras frescas inteiras ou amasse um pouco. Se for fazer como picolé, coloque os pauzinhos e leve ao congelador. Para desenformar, retire antes do congelador e mergulhe em água.

 

Rendimento:

 

A receita rende 6 picolés com 60 calorias cada.

 

 

Fonte: Minha Vida

22. julho 2015 por admin
Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Técnicas naturais para eliminar os pelos do buço

Você sabia que existem formas muito naturais de eliminar o pelo do corpo? Com elas é possível economizar nos gastos com a depilação convencional, assim como a irritação e os outros efeitos secundários, além de fazer com que o pelo se torne cada vez mais fraco, ao invés de crescer com mais força.

Eliminar-o-pelo-500x350

Descubra como se depilar de forma mais natural, usando açúcar, limão ou simplesmente, um fio de seda ou algodão, assim como debilitar progressivamente o pelo com a ajuda da cúrcuma.

 

Açúcar e limão

Esse método de depilação tem sido usado desde a antiguidade, no antigo Egito e em outros países orientais, e só é preciso açúcar e limão. O método é parecido com o da cera, mas é menos doloroso, mais econômico e mais natural.

 

Atualmente, em alguns países já vendem a pasta de açúcar pronta, ainda que seja muito fácil e conveniente aprender a prepará-la em casa.

 

Precisaremos de:

 

2 xícaras de açúcar

O suco de 1 limão amarelo

Um pouco de água se o suco do limão não for suficiente:

Preparo

 

Colocaremos o suco de um limão e as duas xícaras de açúcar em uma panela média. O suco deve cobrir completamente o açúcar, se isso não acontecer, adicionaremos um pouco de água até ficar coberto.

Esquentaremos essa mistura em fogo médio/alto, mexendo com uma colher de madeira até que o açúcar tenha se dissolvido completamente. Se tivermos um termômetro de cozinha poderemos comprovar que a mistura alcance 115 graus centígrados.

Quando começar a ferver diminuiremos bastante o fogo e esperaremos até que se forme uma pasta espessa e pegajosa, porém maleável, de cor dourada suave, como se fosse mel. Se tiver uma cor escura, possivelmente tenha queimado e deveremos fazer de novo. Nunca devemos deixar ferver em fogo alto durante mais de um minuto.

Retiraremos do fogo e deixaremos esfriar.

Essa cera de açúcar deve ser aplicada da mesma forma que a cera convencional. Vamos espalhar bem a cera para que fique uma capa fina e sem esperar a puxaremos na direção contrária dos pelos, ou seja, no sentido contrário ao nascimento do pelo.

 

Para que a cera de açúcar não grude muito à pele podemos polvilhar um pouco de talco na região que será depilada, lembrando de limpar e secar bem a área antes.

 

Ao finalizar, aplicaremos um pouco de creme hidratante ou gel de babosa para amenizar os efeitos na pele. Se ficarem restos da cera lavaremos com água morna.

 

 

Fio de seda ou algodão

Um método surpreendente e natural para eliminar o pelo e possivelmente o mais econômico, consiste em usar simplesmente um fio. Essa técnica, conhecida como Threading, era usada antigamente na Índia ou no Egito, e de fato ainda é utilizada pelas mulheres atualmente.

 

 

No começo, esse método requer um pouco de destreza e a primeira vez deveríamos procurar um profissional para nos explicar o procedimento. Quando aprendermos, faremos com muita rapidez e sem dor.

 

Para aplicar esse método usaremos um fio de seda ou de algodão, que será usado como um laço que prende os folículos desde a raiz de uma forma não agressiva para a pele.

 

Para realizá-lo corta-se um pedaço longo do fio e damos forma de um círculo amarrado pelos seus extremos, depois seguimos as indicações que aparecem nesse vídeo.

 

Esse tipo de depilação tem a grande vantagem de que pode passar até seis semanas antes do pelo crescer de novo, e de forma progressiva vai enfraquecendo, efeito contrário ao das depilações convencionais. Além disso, também pode ser utilizada no rosto.

 

Máscaras de cúrcuma

A máscara facial ou corporal de cúrcuma é ideal para depois da depilação, já que essa especiaria tem grandes propriedades para a pele e nos ajuda a enfraquecer o pelo progressivamente, por isso será um complemento perfeito para nosso tratamento.

 

Simplesmente misturaremos a cúrcuma em pó com água até obtermos uma pasta untuosa, porém que não pingue. Aplicaremos a máscara na pele e deixaremos atuar por vinte minutos.

 

 

Fonte: Melhor com Saúde

21. julho 2015 por admin
Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Remédios caseiros para baixar a febre

A febre tende a ser um motivo de alarme para as pessoas, especialmente quando ocorre nas crianças que estão passando por algum problema de saúde. A febre é mais frequente nas crianças do que nos adultos, pois seu sistema imunológico está em pleno desenvolvimento e não responde com tanta força como na idade adulta.

Disminuir-fiebre-500x334-500x334

 

 

 

Uma criança ou um adulto apresenta febre quando sua temperatura é maior do que 37,5 ºC. Este sintoma é uma resposta do corpo quando este não possui anticorpos suficientes e está sendo atacado por vírus, bactérias ou outros micro-organismos. Através da febre o organismo mata os invasores em um ambiente cálido nocivo, e depois os expulsa através do suor. Por isso, a febre somente deve ser considerada como um indício de algum problema de saúde que requer cuidados, especialmente se vier acompanhada de outros sintomas, como a diarreia, convulsões ou dificuldade para respirar.

 

Muitas pessoas recorrem aos analgésicos e antitérmicos para reduzir a temperatura. No entanto, o consumo excessivo deste tipo de medicamentos pode ter graves efeitos secundários na saúde e, na verdade, em algumas pessoas, estes efeitos podem ser imediatos.

 

Como agir ante um caso de febre?

O primeiro a se fazer ante uma suspeita de febre é detectá-la e fazer um monitoramento constante. Se a febre se mantiver abaixo dos 40 graus, o ideal é repousar e tomar muito líquido. Vai chegar um momento em que a febre “brotará” em suor e assim as toxinas serão eliminadas. Quando isto ocorrer, o ideal é trocar as roupas para não ter contato com as toxinas liberadas.

 

Se a febre for superior aos 40 graus, é muito importante buscar uma forma de reduzi-la rapidamente e ir ao médico imediatamente. No caso dos bebês com menos de 3 meses, a temperatura crítica é de 39,5 ºC.

 

Tratamentos que ajudam a baixar a febre

 

Existem vários remédios naturais que reduzem a febre. São soluções fáceis e seguras.

 

Milefólio (Achillea millefolium)

O Milefólio é uma planta conhecida desde a antiguidade como uma solução para baixar a febre, pois reduz a temperatura corporal e, além disso, possui propriedades digestivas que ajudam a combater parasitas e bactérias. Nestes casos, recomenda-se preparar uma combinação de Milefólio com menta e sabugueiro.

 

 

 

Cebola

 

Este remédio de cebola consiste em cortar uma cebola em rodelas e colocá-la no chão. Depois, a pessoa com febre pisa na cebola com os pés descalços e permanece assim por meia hora. No caso de utilizar este remédio em crianças, coloque as rodelas nas plantas dos pés e cubra com meias.

 

Sálvia

Outro bom remédio para regular a temperatura corporal é a sálvia. Neste caso, ferva uma xícara de água (250 ml) e adicione 25 gramas de sálvia fresca, 5 gramas de mel e 3 colheres de suco de limão.

 

Batata

A batata possui propriedades anti-inflamatórias e enzimas que podem ajudar no tratamento para reduzir a febre. Para isso, macere uma batata fria, cortada em pequenos pedaços, coloque sobre a testa e deixe atuar 10 ou 15 minutos.

 

Beber muito líquido

 

Independentemente do método escolhido para baixar a febre, é muito importante tomar muito líquido, já que o corpo irá se desidratar. Se possível beba muita água ou soro, assim como sucos naturais, infusões e caldos.

 

Casca de limão e cevada

Este remédio é muito útil para repor líquidos após o “suor” da febre. Para isso, verta em um litro de água fervendo a casca de um limão e 2 colheres de cevada. Deixe repousar por 12 horas e consuma durante o dia.

 

 

Fonte: Melhor com Saúde

20. julho 2015 por admin
Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Como combater a flacidez nas pernas e braços?

Sem dúvida, a flacidez  é um dos pesadelos mais frequentes das mulheres e também de alguns homens.  A partir dos 30 anos já se nota mais frequentemente, e existem vários fatores que aceleram a aparição da flacidez até em pessoas mais jovens. As partes do corpo mais suscetíveis são os braços , as pernas, o pescoço, as pálpebras, e o entorno dos lábios. Nesse artigo, conheça como combater a flacidez nas pernas e braços.

flacido

A flacidez é, basicamente, a falta de movimentos ou exercícios no músculo, o que provoca um deficit na tensão. Também pode ocorrer a flacidez do tecido epidérmico, que é mais simples de tratar porque com alguns exercícios específicos se reverte a situação. Não obstante,.é preciso saber que a elasticidade da pele e sua recuperação é um processo árduo, longo, e que não depende somente dos movimentos realizados.  Veja abaixo algumas recomendações adicionais:

 

Evitar dietas emagrecedoras extremamente drásticas, porque fazem desaparecer a gordura que sustenta a pele

Evitar a exposição excessiva ao sol, porque se formam radicais livres que debilitam as fibras da derme

Evite fumar

Manter uma alimentação saudável, evitando as gorduras ruins e comendo mais fibras

Seguir uma rotina de exercícios aeróbicos ao menos três vezes por semana e uma hora cada sessão, além de complementar, duas vezes por semana, com a  prática de natação, caminhada, bicicleta, ou trekking.

 

Beber muita água

 

Como combater a flacidez com remédios populares?

Extraia a polpa ou o gel de um talo da babosa e esfregue suavemente e de forma circular por toda a zona afetada. Repita ao menos uma vez na semana para uma sensação   “tensora ” imediata.

 

Extraia a polpa de dois figos e coloque suco de limão. Misture bem para obter uma pasta homogênea. Aplique antes de dormir nas áreas com flacidez. Deixe atuar 20 minutos e em seguida remove com água fria.

 

Mistura uma colher de mel com uma clara de ovo. Espalhe com movimentos circulares e ascendentes nas pernas ou braços e deixe atuar por 20 minutos antes de retirar com água fria,

 

 

 

Misture meia xícara de suco de maçã e meia xícara com suco  de melão. Aplique massageando e faça uma leve pressão nas partes do corpo onde está localizada a flacidez. Repita duas vezes na semana para ver os bons resultados.

 

 

Corte um melão pequeno em várias rodelas. Extraia a polpa e coloca no liquidificador com água (meia xícara) e o suco de um limão. Depois  molhe uma gaze com a mistura e aplique na parte flácida do braço.

Moer duas colheres de sementes de linhaça e misturar quatro colheres de água quente para formar uma pasta. Acrescente duas gotas de óleo essencial de cipreste. Espalhe sobre um tecido, dobre pela metade e coloque na parte flácida. Cubra com um plástico para que o processo seja mais simples. Repita esse tratamento duas vezes na semana,

Coloque um punhado de algas Kombu em um copo com água durante três horas. Depois   aplique a  mistura com uma massagem circular suave e  exercendo uma leve pressão sobre as áreas com flacidez nas pernas.

Exercícios para eliminar a flacidez nos braços

Essa quantidade de pele que parece estar sobrando nos braços pode ser enrijecida e eliminada com exercícios. Muitos deles podem ser feitos em casa , ou seja,  não é preciso pagar e ir a uma academia.

 

Realize flexões no chão, de forma o único ponto de apoio  e de manutenção do peso do corpo seja os braços. A forma de fazer flexões pode variar muito, sendo  mais comum deitar-se no chão e levantar todo o corpo usando os braços. Se nunca o fez antes, junte os  joelhos  e apoia no chão, assim terá maior estabilidade, fará menos esforço e suas costas sofrerão menos.

 

Encha uma garrafa  de água ou refrigerante com pedras, areia, água ou o que possa gerar peso. Se puder, compre os pesos  em uma loja de produtos para ginástica. Em pé, separe um pouco as pernas e segure o peso com a mão esquerda, levante a mão até  que fique reta em cima da cabeça, e com a mão direita segure o cotovelo. Levante e abaixe  o peso  por detrás da nuca. Repita dez vezes, esticando bem o braço e sem tocar a cabeça. Mude de lado  e realize duas séries de dez com cada mão.

Em pé e com as pernas abertas na largura  do quadril,  pegue uma bola de borracha e coloque  entre a mão direita e a lateral da perna desse lado.Realize certas pressões com ritmo, apertando a bola com a palma da mão e contra a perna; Repita 20 vezes e mude de lado.

Exercícios para eliminar a flacidez nas pernas

São aqueles que, por regra geral, permitem também emagrecer, pelo qual podem demorar um pouco mais para ” fazer efeito” que os realizados para os braços ou outra parte do corpo. Por exemplo, ande de bicicleta, suba pelas escadas em vez de utilizar o elevador, pule corda, caminhe de forma rápida  ou corra. Repita ao menos quatro vezes por semana, uma hora por dia.

 

Outra forma boa de endurecer as pernas e as coxas é fazer exercícios  como fosse sentar. Encoste em uma parede e abaixe e suba flexionando os joelhos. Também pode ser feito com pesos  nas mãos. Ambas as formas devem ser realizadas em séries de 12 repetições.

 

 

Fonte: Melhor com Saúde

17. julho 2015 por admin
Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Dicas naturais para tratar olhos irritados

Em algumas épocas do ano, principalmente nas mudanças de tempo, os olhos podem se irritar com mais facilidade. Ficam avermelhados, ressecados ou lacrimejam e coçam, o que não só é um incômodo, mas também nos dá um aspecto de pessoa doente.

frutos-secos-steffenz

Neste artigo propomos algumas dicas para resolver este problema com conselhos e remédios naturais.

 

Um colírio natural

Se você tiver os olhos secos, além de irritados, e sente a necessidade de hidratá-los com colírios, recomendamos usar aqueles que sejam de origem natural. Um dos mais comuns é o de Euphrasia, uma planta medicinal excelente para a saúde ocular.

 

Se você escolher um colírio convencional, tente usar aquele que não contenha corticoides, pois se usados regularmente podem causar efeitos prejudiciais. Consulte o seu médico.

 

Hidrate os olhos internamente

Lembre-se que a secura ocular não é só tratada pelo lado de fora, já que isto acalmaria somente os sintomas. Recomendamos incluir em sua alimentação alimentos ricos em gorduras saudáveis:

 

  • Óleos vegetais de linhaça, de gergelim, de oliva.
  • Frutos secos.
  • Abacate.

O conteúdo de gorduras saudáveis nestes alimentos vai nutrir os olhos. Uma quantidade moderada diária bastará, e não se preocupe com as calorias, já que estas gorduras saudáveis são corretamente assimiladas pelo organismo e inclusive contribuem para manter um peso equilibrado.

 

 

Desinflame as pálpebras

As pálpebras são uma zona muito sensível dos olhos que fica vermelha e inflama com facilidade, o que aumenta o mal-estar e a ardência.

 

Tome nota de um simples remédio caseiro que ajudará a desinflamar as pálpebras em poucos minutos.

 

Prepare uma infusão de camomila e guarde os saquinhos já usados no congelador. Retire do congelador e coloque-os sobre as pálpebras inflamadas durante alguns minutos, enquanto estiverem frios.

 

Para realizar o procedimento corretamente, fique deitado para colocar os saquinhos.

 

Outra opção são as típicas rodelas de pepino, que também são muito eficazes, mas talvez você nem sempre tenha este vegetal em casa.

 

 

 

Cataplasmas de neem

Na Índia, as propriedades da árvore do Neem (Azadirachta índica) são conhecidas desde a antiguidade, e hoje em dia podemos encontrá-la em lojas de produtos naturais ou de produtos originários deste país asiático. Entre todos os seus usos, neste artigo destacamos a propriedade que tem de aliviar o lacrimejo causado pela alergia, conjuntivite, olhos avermelhados ou irritados e a coceira em geral.

 

Como usar?

 

Em um frasco esterilizado, dilua uma gota de óleo essencial de neem em 50 ml de água purificada e agite bem a mistura até ficar homogênea.

Submirja duas compressas de algodão na diluição e coloque-as sobre os olhos fechados. Deixe atuar por 10 ou 15 minutos.

Pode ser feito diariamente, uma ou duas vezes, até notar melhoria.

Evite a maquiagem tóxica

Você sabia que a maquiagem contém componentes tóxicos para a saúde? Em especial aquelas usadas nos olhos. Estes produtos facilitam a entrada de toxinas no seu organismo através dos olhos e, em muitos casos, podem piorar a irritação que está sofrendo.

 

Fique longe, pelo menos enquanto estiver com problemas oculares, do delineador, da máscara de cílios e da sombra para os olhos. Se não quiser deixar de usar maquiagem, opte por outra alternativa, entre os produtos comercializados hoje em dia, que seja totalmente natural e livre de metais pesados e parabenos, como pode estar indicado na embalagem.

 

Para retirar a maquiagem, você pode também evitar o uso de produtos químicos e optar por uma toalhinha umedecida em um pouco de óleo de amêndoas ou de azeite de oliva.

 

 

Descubra o kajal

Especialmente na Índia, mas também em muitos países árabes, as mulheres (e também os homens e as crianças) usam nos olhos uma pintura natural de cor negra conhecida como kajal. Esta pintura tradicional não só é uma maquiagem de olhos muito intensa, mas também é um tratamento medicinal que atua como protetor, já que é elaborado com óleos e outros ingredientes naturais.

 

Combate todo tipo de bactérias, hidrata, refresca a atua como filtro ocular para aquelas pessoas que apresentam sensibilidade à luz.

 

Tenha cuidado ao aplicar o kajal, pois a quantidade necessária é bem pequena.

 

Inicialmente pode coçar um pouco, mas fique atento a qualquer possível reação alérgica.

 

 

 

 

 

Fonte: Melhor com Saúde

16. julho 2015 por admin
Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Como voltar a fazer exercícios depois de muito tempo

Talvez você tenha sofrido uma lesão, teve um bebê ou mudou de emprego. A verdade é que faz várias semanas ou meses que não mexe seu corpo mais do que o necessário. E cada vez custa mais voltar a estar ativa. E por que? Porque você acredita que não será como antes, que não poderá alongar nem dobrar uma perna, que ficará cansada rapidamente.

Ejercicio-matinal-500x333-500x333

 

 

 

Tudo isso é verdade, mas em nenhum momento volte para rotina. Se você se encontrar em uma situação como a relatada anteriormente, leia o seguinte artigo. Aprenda como voltar a fazer exercícios depois de muito tempo.

 

O primeiro é o mais difícil

Dizem que o mais importante é durar uma semana e o mais difícil é chegar ao primeiro mês de academia, de treinamento ou esporte. Quando sofremos um acidente, temos mais trabalho do que antes, chegam os filhos, nos casamos, começamos a estudar, é mais custoso cumprir a rotina e a largamos, à espera de que em algum momento os planetas se alinhem e possamos regressar.

 

Como dissemos anteriormente, o mais difícil é decidir recomeçar, porque se passou certo tempo (alguns meses), parecerá que nunca realizamos exercícios antes, por mais que, durante anos, temos realizado atividades físicas. Uma vez que nos acostumarmos ao movimento, este se converterá em uma tarefa automática. A primeira semana “de adaptação” será muito importante. Se você conseguir um mês de rotina, será mais difícil abandonar.

 

 

Como primeira medida, saiba que praticar esportes é sinônimo de boa saúde. Não só ajuda a perder peso, mas também melhora os batimentos do coração e a respiração, limpa o sangue, elimina toxinas, libera tensões, reduz o estresse, melhora o humor, a flexibilidade e a resistência, você dorme melhor durante a noite, etc.

 

Dicas para voltar a praticar exercícios depois de muito tempo

Preste atenção aos seguintes conselhos para retornar aos exercícios físicos depois de um longo período de inatividade:

 

Escolha os motivos para praticar esportes

Todos nós temos uma razão específica para praticar exercícios. Ninguém, além de você, sabe o motivo e é preciso colocá-lo como um objetivo bem claro antes de recomeçar.

 

Comece devagar

Não tente voltar a fazer o mesmo que antes. Se antes corria 2 km, agora agradeça se puder correr por 5 quarteirões. Tenha paciência, não se sobrecarregue. Comece devagar e vá aumentando as cargas, dificuldades ou tempos.

 

Se, por exemplo, estava em um nível avançado, não será ruim regressar ao nível principiante por, pelo menos, alguns dias. Depois passe para o intermediário e em um mês estará pronto para a ação, como antes.

 

Seja realista

Também é importante entender que você não estará em forma nem em um bom estado físico depois de meses sem atividade. Após o recomeço, poderá desfrutar das vantagens da atividade, também é verdade que não se trata de magia nem de milagres. Se você ganhou peso ou percebeu que falta o ar ou resistência, compreenda que está assim por sua falta de movimento, não se irrite nem queira abandonar tudo.

 

 

 

Abra um espaço em sua agenda

Não invente mais desculpas de que não tem tempo. Se souber se organizar direito, pode praticar esportes duas ou três vezes na semana, uma hora por dia. Pense em como se exercitava anteriormente. Quais os dias e a que horas o praticava? É possível repetir esta rotina?

 

Busque variedade

Isto ajudará muito em questões de motivação. Um exercício divertido e que faz bem é duplamente benéfico. Além disso, evitará o tédio e o abandono da atividade. Tente diferentes coisas a cada dia ou semana. Por exemplo, nas segundas pode caminhar, nas terças levantar pesos, nas quartas andar de bicicleta, nas quintas dançar e nas sextas correr. É uma rotina mais do que completa.

 

Descanse

Deixe passar um dia depois de uma rotina pesada. Mas que seja somente um (a menos que se trate da sexta e queira voltar na segunda). Se, por exemplo, estiver doente, não se esforce demais e queira ir para academia assim mesmo. Você pode pular uma aula, sempre e quando for a exceção e não a regra.

 

 

Arranje uma companhia

Não é a mesma coisa praticar exercícios sozinho e ir com alguém. Pode ser um amigo, seu companheiro, seu irmão ou um colega de trabalho. É uma boa ideia para se sentir mais motivado e, principalmente, para ter bons momentos. Mas atenção, que a união seja feita para praticar exercícios, não para conversar ou comer. Isto pode ser feito depois.

 

Crie metas realistas

Não tente fazer tudo no primeiro dia de retorno, porque será muito difícil. Os objetivos determinados sempre devem ser fáceis de serem alcançados. Desta maneira, você se sentirá melhor consigo mesmo e poderá seguir em frente. Não fique agoniado, praticar exercícios deve ser algo agradável, não um sofrimento ou uma tortura.

 

Recompense seu esforço

Toda vez que cumprir um objetivo, premie ou presenteie seu esforço, mas cuidado com a sua escolha, principalmente se for comida. Recomendamos, por exemplo, ir ao cinema ou comprar alguma roupa. Isto incentivará você a praticar exercícios e a alcançar suas metas. Neste momento você precisará de motivação, e não importa de onde ela venha.

 

 

 

Fonte: Melhor com Saúde

08. julho 2015 por admin
Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Receita do dia: Energizante instantanêo saudável

Agenda abarrotada? Esta é a bebida ideal para mantê-lo em pé o dia todo!

timthumb

 

Esta bebida energizante é super rica em antioxidantes e vitaminas A e C, ácido fólico e fibras, que protegem contra doenças cardíacas e alguns tipos de câncer. Como bônus adicional, os carotenóides em cenoura e maçã retardam o envelhecimento e também protegem a pele contra os danos do sol.

 

Ingredientes:

• 3 cenouras médias (com casca), cortadas em pedaços

• 1 maçã de tamanho médio (com casca), cortadas em pedaços

• 2 a 3 talos de aipo picados

• 1 laranja pequena

• gelo triturado para servir

 

Modo de preparo:

No Juicer

• Produza o suco de todos os ingredientes.

• Coloque um pouco de gelo picado em dois copos e sirva.

• Consuma imediatamente.

 

No Liquidificador

• Misture todos os ingredientes, usando um pouco de água (se necessário) até que a mistura fique lisa e homogênea.

• Coe o suco utilizando um coador.

• Coloque um pouco de gelo picado em dois copos e sirva.

• Consuma imediatamente.

 

 

 

Fonte: Eu me Sinto Bem

07. julho 2015 por admin
Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

← Posts mais antigos