Matriz – Rua Barão de Jundiaí, 199 Lapa – São Paulo

Orçamento por WhatsApp

 (11) 99838-9598

Setembro amarelo – Conheça seu significado e sua origem.

Setembro é o mês de conscientização e prevenção ao suicídio. O mês é associado a cor amarela que marca o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

O intuito é de chamar atenção para a causa. É uma campanha de extrema importância tendo em vista que o suicídio é um problema grave de saúde pública e muitas vezes pode ser evitado.

Qual a origem do setembro amarelo?

A origem do setembro amarelo teve início nos estados unidos após o suicídio do jovem de 17 anos Mike Emme.

O jovem Mike morava em Westminster, uma cidade do Colorado nos Estados Unidos e era conhecido como Mustang Mike.

O jovem ganhou esse apelido pois havia comprado um Ford Mustang 68, e trabalhou nele até recuperá-lo por completo, pintando-o de amarelo no final.

De acordo com familiares e amigos, Mike adorava o seu carro e era conhecido por seu entusiasmo, carinho e bom humor.

Mas ninguém podia imaginar os problemas internos que o jovem estava enfrentando.

No dia 8 setembro de 1994 Mike foi encontrado morto em seu Mustang amarelo, em decorrência de suicídio com uma arma de fogo.

Os pais, arrasados com a morte do filho se questionaram se poderiam ter evitado essa tragédia. Esse questionamento levou o casal a realizar um ato em homenagem ao filho.

No velório de Mike, familiares e amigos distribuíram cartões decorados com uma fita amarela, em referência ao seu carro, com a seguinte frase: “Se precisar, peça ajuda”.

Após essa tragédia, surgiu a ideia de fundar a organização Yellow Ribbon (Laço Amarelo). Uma entidade sem fins lucrativos que visa até os dias de hoje a promover a conscientização e prevenção do suicídio. Nesse contexto, o laço amarelo acabou sendo escolhido como símbolo da organização.

Em 2003, a Organização Mundial da Saúde (OMS) instituiu o dia 10 de setembro para ser o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio.

No Brasil, o Setembro Amarelo foi criado oficialmente em 2015, na parceria do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). 

Assim como nos Estados Unidos, foi escolhido a fita amarela para simbolizar o mês sobre a prevenção do suicídio

A importância de se falar a respeito do suicídio.

O assunto é delicado, mas é importante falarmos sobre o suicídio e as maneiras de preveni-lo.

Pode parecer para muitas pessoas algo distante, difícil de acontecer, mas os dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram o contrário.

De acordo com a OMS a cada 40 segundos alguém morre por suicídio em algum lugar do mundo.

Mais de 800 mil pessoas perdem a vida por ano dessa forma.

As causas podem ser variadas, mas a grande maioria dos casos ocorre em decorrência de transtornos mentais.

Dentre os principais transtornos destacam-se: depressão na forma simples, depressão na forma bipolar, dependência química e esquizofrenia.

No entanto, não se pode afirmar que todas as pessoas que cometem suicídio têm transtorno.

O suicídio pode acontecer de maneira impulsiva diante de uma situação inesperada e impactante, como a perda de alguém, final de relacionamento, crise financeira, abusos, pessoas que sofrem discriminação como a comunidade LGBT, imigrantes e refugiados.

Como podemos ajudar na prevenção do suicídio?

Para ajudarmos na prevenção precisamos entender sinais de alerta que uma pessoa manifesta como:

– Desinteresse de maneira geral
– Quena na produtividade de atividades rotineiras
– Isolamento de amigos e familiares
– Descuido com aparência e higiene
– Falar muito sobre morte

Esses podem ser sinais de que essa pessoa esteja precisando de ajuda.

É necessário conversar com essa pessoa com muita empatia, ouvir o que ela tem para falar, sem interrupções ou julgamentos.

Deixando claro que a vontade é de apenas ajudar.

Procurar ter um canal de abertura para incentivar a pessoa a buscar por ajuda especializada.

E em casos mais graves os amigos e familiares devem ser avisados para que consigam acolher a pessoa da melhor forma possível.

Compartilhe essa publicação

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário.

Sobre a Phytoart

Inaugurada em 1987, a PhytoArt aprimorou seus processos, desenvolveu novos serviços e consolidou-se como uma das mais qualificadas farmácias de manipulação da grande São Paulo e capital.

Publicações recentes

Acompanhe a gente!

AVISO

Prezados Clientes

Devido a problemas externos na rede elétrica (sob responsabilidade da empresa Enel) estamos operando sem o sistema desde sábado. Assim que a energia elétrica for reestabelecida, daremos andamento a todos os atendimentos e orçamentos.

Seguem nossos canais de atendimento:
WhatsApp: (11) 9 9141-7511
E-mail: orcamento@phytoart.com.br